Quilombo Santa Rita do Bracuí

Patrimônio Imaterial - Angra dos Reis


 

Galeria de Fotos

Velhas lutas

< >

Navegue pelo Mapa

O quilombo Santa Rita do Bracuí guarda vivas as tradições africanas em Angra dos Reis. Com o Ponto de Cultura Pelos Caminhos do Jongo, mantém atividades culturais e oficinas de capacitação em audiovisual, capoeira, jongo, musicalização, percussão, ecoturismo e artesanato.

Oficinas e apresentações de jongo. Foto: Isabela Kassow/ Diadorim Ideias.

Descendentes de escravos, velhos e jovens moradores se articulam incansavelmente para fortalecer a identidade quilombola entre as novas gerações. "A terra para o quilombola é mãe, não se arrenda e não se vende", decretam. O terreno onde fica a comunidade fazia parte da antiga fazenda de Santa Rita do Bracuí, que pertenceu ao comendador José de Souza Breves, irmão de Joaquim Breves, conhecido como Rei do café no Brasil Império.

Em seu testamento, aberto em 1879, nove anos antes da abolição da escravatura, o comendador Breves libertou todos os seus escravos e fez uma doação formal da propriedade do Bracuí para os que ali residiam, antepassados dos atuais moradores da comunidade.Apesar da doação, desde os anos 1960 os quilombolas travam lutas contra grileiros e condomínios de luxo para se manter nas terras herdadas por direito.

Atualmente, 130 famílias vivem no quilombo, que tem na zona central uma bela cachoeira cercada por palmeiras juçara. Ali também funciona a Associação de Remanescentes. Decorada com grafites de Santa Rita, padroeira sincretizada da comunidade, é o espaço oficial das reuniões e das festas tradicionais. A capela de Santa Rita, construída na propriedade pelo comendador, em homenagem à sua mulher Rita Clara, se mantém preservada.

Entre as realizações da Associação de Remanescentes, está a produção do documentário Bracuí: Velhas Lutas, Jovens Histórias, com depoimentos dos moradores mais antigos, como José Adriano e Celina Cirilo. A capela de Santa Rita, construída na propriedade pelo comendador, em homenagem à sua mulher Rita Clara, se mantém preservada.


Serviço

Endereço: Estrada Santa Rita, 1 - Sertão do Bracuí
Telefone: (24) 99902-1264 (Luciana da Silva)/ 99259-7888 (Angélica Pinheiro) / 99839-2884 (Emerson Ramos)

Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro Petrobras

Apple Store Google Play

Coordenação, Produção e Conteúdo    Diadorim ideias & comunicações