Museu Francisco Alves

Espaços Culturais - Miguel Pereira


 

Navegue pelo Mapa

O museu em homenagem ao chamado 'rei da voz' foi inaugurado em 1974, na casa onde ele viveu, conhecida como 'castelinho' pelos moradores da cidade.

O cantor Francisco Alves, que despontou na década de 20 e foi grande estrela dos áureos tempos da Rádio Nacional, passou em Miguel Pereira grande parte de sua vida, seja em férias, seja administrando a loja de tecidos que chegou a montar na cidade.



O acervo do museu conta com objetos pessoais, móveis, microfones, fotografias, recortes de jornais, cartas, roupas, além de vários discos mostrando a trajetória de sua vida artística. Uma das peças mais curiosas é a velha máquina de escrever, com tipos maiores, assim confeccionada pelo fato de o cantor não enxergar bem e se negar a usar óculos.

O seu violão, peça de valor sentimental, está exposto em lugar de destaque, em homenagem ao fenômeno da música popular brasileira que Francisco Alves representou, tendo vendido cinco milhões de discos. Ele ajudou a consagrar importantes compositores como Cartola, Heitor dos Prazeres e Ismael Silva. E imortalizou canções como Se você jurar e Ah, que saudade de Amélia. Seu epitáfio foi escrito pelo jornalista Navid Nasser: "Tu, só tu, madeira fria, sentirás toda agonia do silêncio do cantor",(1898/1952).


É nome de rua em Miguel Pereira.


Serviço

Endereço: Avenida Roberto Silveira (Castelinho dentro do Jardim Municipal Francisco Marinho Andreiolo) s/n, Centro
Telefone: (24) 2483-8570 (Fundação de Cultura)
Email: sectur.turismo@pmmp.rj.gov.br
Horário de Funcionamento:

Seg a sex, das 9h às 15h. Entrada gratutita.

Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro Petrobras

Apple Store Google Play

Coordenação, Produção e Conteúdo    Diadorim ideias & comunicações