Miyako e Ichiki Watanabe

Gente - Itaguaí


 

Galeria de Fotos

Um casal especial

< >

Ichiki Watanabe, 86 anos, e sua mulher, Miyako, 84 anos, são um casal especial. Ele faz remédios caseiros e planta bonsais na sede da Secretaria de Meio Ambiente de Itaguaí, onde trabalha. Ali também ensina grupos de crianças a cultivarem as plantinhas. Tudo o que é produzido  é distribuído entre as escolas da rede municipal. Sem agrotóxico. . "Se você planta, mas não liga, não dá água, não cresce",  diz Ichiki a quem chega. A esposa Miyako, por sua vez, tem uma coleção de leques, não perde um campeonato de gateball. Sem agrotóxico. Miyako também organiza as centenas de fotos que o casal tirou desde que chegou a Itaguaí, onde muitos japoneses se instalaram no período da Segunda Guerra Mundial.

 Ichiki Watanabe, 86 anos, e Miyako Watanabe, de 84: imigrantes japoneses chegaram a Itaguaí no pós-guerra. Foto: Isabela Kassow/Diadorim Ideias
Miyako fala um português arrastado, difícil de compreender. "Não é fácil aprender", eles dizem, e por isso dependem dos filhos para uma ou outra tradução. Quando o casal mudou-se de Itaguaí, vindo de Santa Cruz, trouxeram dois pratos e uma cama. A mudança inteira coube numa charrete. "Nos tempos da Guerra, Itaguaí acolheu muita gente e defendeu os japoneses", Ichiki gosta de dizer.


Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro Petrobras

Apple Store Google Play

Coordenação, Produção e Conteúdo    Diadorim ideias & comunicações