Fazenda Cachoeira do Mato Dentro

Patrimônio Material - Vassouras


 

Galeria de Fotos

Fazenda Cachoeira do Mato Dentro. Foto: Isabela Kassow/Diadorim Ideias
< >

Navegue pelo Mapa

Construída em 1874,em estilo neoclássico, a fazenda mantém as características originais do século XIX. Seu primeiro proprietário foi o Barão do Ribeirão, que pegou a terra virgem às margens do rio Paraíba do Sul e, na beira da estrada de ferro, construiu a casa grande.

Depois de montar um engenho para beneficiar o café, o barão enriqueceu em pouco tempo por causa da maquia, a taxa que cobrava para limpar os grãos. A fazenda conserva o único banheiro de pedra pertencente aos escravos do Brasil. "Os escravos tinham que tomar banhos com ervas e urucum porque tinham alergia ao pó que soltava dos grãos de café, desenvolvendo o que era conhecido como a lepra do café", explica Luis Rangel, atual proprietário da Cachoeira do Mato Dentro.  

Na entrada, há uma imponente escadaria de ferro sem carbono, que não enferruja nunca, e a inscrição "1874" no portão, em alusão ao ano da morte do barão. Figueiras centenárias, paineiras e uma gruta com um lago e a imagem de Nossa Senhora completam a entrada da casa que, à sua volta, ainda mantém os terreiros de café e as senzalas.

Especializados em cantaria, porque cantavam enquanto trabalhavam retirando as pedras da pedreira para a construção da escadaria, os escravos da fazenda deram origem à expressão "canteiro de obra". No interior da casa-sede, a mesa de jantar, original e com capacidade para 40 pessoas, impressiona pela imponência.

O acervo de móveis do barão também é composto por camas de viúva com cabeceiras em forma de cisne (porque o cisne, durante toda vida, tem somente um parceiro), geladeira a querosene, mesas de madeira com pés em forma de garras de leão e um oratório à Nossa Senhora das Dores. Banheira em mármore carrara, latas de mantimentos enormes e formas para fazer rapadura são alguns dos utensílios conservados. A Cachoeira do Mato Dentro foi uma das primeiras propriedades a funcionar como hotel-fazenda na região, em 1940.

Hoje, a fazenda oferece passeios a cavalo, em carro de boi ou a pé, pelo bosque de 200 árvores de vinhático, madeira de lei de alto valor, e pelas plantações de café. Também é possível agendar cafés coloniais ou almoços, com iguarias como massa caseira, farofa e café colhido na fazenda e socado no pilão, além de 35 tipos de doce. A Cachoeira do Mato Dentro é muito procurada durante o Festival Vale do Café, assim como outras fazendas históricas, como a Cachoeira Grande (no Km 43 da Rodovia RJ-127), a Pocinho (na Estrada Barra do Piraí) e a São Luis da Boa Sorte (na BR-393).


Serviço

Endereço: Estrada Luis Rangel s/nº, no Km 228, da Rodovia do Aço.
Telefone: (24) 2471-6779 / 98114-9655 (Luís Rangel) / (24) 99914-2286

Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro Petrobras

Apple Store Google Play

Coordenação, Produção e Conteúdo    Diadorim ideias & comunicações