Coletivo só pra Moer

Destaques - Macaé


 

O Só Pra Moer é um coletivo musical que se dedica ao repertório brasileiro de choro, desde chorões do século 19 e canções da era de ouro do rádio aos compositores contemporâneos.

Só Pra Moer tem repertório de choros. Foto: Divulgação

Composto por flauta, saxofone, violão, pandeiro e cavaquinho, seu nome rende homenagem ao flautista macaense Benedicto Lacerda, autor da primeira polca em tom menor da história do choro, Só pra Moer. O coletivo nasceu em 2008 e intercala suas apresentações musicais contando histórias sobre a vida de Benedicto Lacerda e de outro mestre da flauta, Pixinguinha.  

O diretor do coletivo, o violonista Rúben Pereira, é o idealizador do Festival Benedicto Lacerda. E incansável estudioso da música e da história da região Noroeste.  Em 2014, Pereira lança a primeira biografia atualizada do flautista macaense, e que corrige informações como sua data de nascimento (1846). Pereira vem de famílias antigas de Macaé. Ele lembra que o pai de seu tataravô foi ministro do Brasil Império.

.Rúben Pereira, músico e pesquisador. Foto: Tasso Marcelo/Diadorim Ideias 

Seu bisavô é autor de um livro sobre a ocupação da região. Seu avô foi o primeiro bibliotecário de Macaé e um dos fundadores da academia de letras macaense. "Tive acesso a muito material de pesquisa. Se eu não divulgá-lo, vão inventar história", ressalta Rúben. Ele também organiza com a esposa e jornalista Leonor Bianchi  a Mostra de Cinema Popular de Lumiar, com acervo de quase mil títulos que guardam em casa. O casal tem ainda uma editora virtual, que lançou em 2013 e-book sobre a imprensa de Rio das Ostras.


Serviço

Telefone: (22) 9-9221-9865/9-9922-3304
Email: rubenpereira.cultura@gmail.com
Site: https://www.facebook.com/ruben.pereira.1883?fref=ts / https://www.facebook.com/pages/Coletivo-S%C3%B3-Pra-Moer/121224194565747

Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro Petrobras

Apple Store Google Play

Coordenação, Produção e Conteúdo    Diadorim ideias & comunicações