Centro de Candomblé Ilê do Oxossi

Patrimônio Imaterial - Engenheiro Paulo de Frontin


 

Galeria de Fotos

Comida para os santos

< >

Navegue pelo Mapa

O centro Ilê de Oxossi ou Ilê de Odé Baracaiá é do pai de santo Jorge William, que já fez nove filhos de santo. Ele tem duas filhas e duas enteadas, adotou duas meninas de rua e acolhe crianças abandonadas que precisam de ajuda. Os trabalhos de cura são feitos  com a raiz Tumba Jussara, feita por negros escravos que se embrenhavam nas matas, fugidos, e precisavam dos índios para sobreviver.

À entrada do barracão, que fica em um morrinho, há uma garrafa, dita fundamento de Santa Clara, que serve para clarear a vida quando se passa embaixo do portal. À esquerda, fica o Exu ? o senhor das conversas, que representa o erro e o acerto, e também o sexo, a multiplicação. Quem quer falar com os orixás tem que passar por ele antes. À direita, está Ogum - senhor das estradas. 

O ritual de candomblé inclui a mesa de Bori, com o alimento para as divindades, as comidas dos orixás: pipoca para Obaluaiê; arroz, para Iemanjá; quiabo, para Xangô; ovo cozido com feijão fradinho, para Oxum; milho com côco para Oxossi...O fiel que quer se fazer filho de santo tem que ficar por 21 dias recolhido ao aprendizado, até virar iaô. Nesta etapa, o cabelo é raspado e é feita a iniciação na roça do candomblé.


Serviço

Endereço: Rua Prefeito José Maria Lima, 357, Pacheco

Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro Petrobras

Apple Store Google Play

Coordenação, Produção e Conteúdo    Diadorim ideias & comunicações