Cacalo

Gente - Vassouras


 

Navegue pelo Mapa

Luis Carlos Rodrigues, o Cacalo, foi o líder do grupo vassourense Associação Afro Jongo Caxambu Renascer. À frente de 50 integrantes, muitos da sua família, ele preservou a cultura negra, desenvolvendo atividades ligadas ao jongo, à capoeira e ao maculelê nas escolas de Vassouras. Cacalo faleceu em novembro de 2015.

Cacalo. Mestre do Jongo. Foto: Isabela Kassow / Diadorim  Ideias

Cacalo deu início ao grupo em 1998, quando descobriu, quase por acaso, a herança cultural na família. Seu avô paterno, um negro de 2,10 metros de altura chamado Waldemar Grande, era um talentoso jongueiro.

Grande foi preso injustamente, segundo Cacalo,  pelo roubo de um aparelho de rádio. Em protesto, pediu uma lata de salsicha ao carcereiro e cortou a própria barriga.  

"Descobri isso quando um quase desconhecido me contou a tragédia. Com o suicídio, meu pai não teve forças para continuar a tradição, mas me passou as informações necessárias", contou Cacalo.

O pai de Cacalo, José Rodrigues dos Santos, foi presidente de uma das maiores escolas de samba de Vassouras, a extinta Unidos do Parque Mello Afonso. E montou um centro de umbanda que existe desde 1964 e tem mais de cem filhos de santo.


Serviço

Endereço: Vassouras - RJ
Telefone: (24) 9249 0930

Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro Petrobras

Apple Store Google Play

Coordenação, Produção e Conteúdo    Diadorim ideias & comunicações