Bandas de garagem

Destaques - Campos dos Goytacazes


 

Galeria de Fotos

Rock brazuka

< >

Campos de Goytacazes tem pelo menos 50 bandas de garagem tocando rock em todas as vertentes. Integradas por jovens e trintões, elas se apresentam em universidades, eventos undergrounds e bares. Em 2013, a Red Jack foi a vencedora do Festival de Bandas de Garagem, com repertório de rock country e clássico e composições próprias em inglês. 

Coxinha Gordurosa. Foto: Tasso Marcelo / Diadorim Ideias

Os integrantes da Red Jack se conheceram na escola e se reúnem na casa que o vocalista e baixista Pedro Barcelos divide com dez pessoas, entre pais, irmãos, cunhadas e sobrinhos. "A banda de garagem é o início de tudo. Toca por prazer antes de mais nada. Ensaia na sala, no quarto, na garagem, e leva esporro dos pais depois das dez", resume o tecladista e multi-instrumentista Maizena. 

Evolução da Espécie. Foto: Tasso Marcelo /Diadorim Ideias

Outra campeã do Festival de Bandas é a Evolução da Espécie, primeiro lugar em 2012. Criado em 2002, o grupo passou por várias reformulações, mas o líder e showman ainda é o mesmo: Felipe Roots. No palco, Roots faz som "mestiço e brazuca" com letras de protesto. Canta rock com rap, em atuações performáticas com diferentes figurinos e máscaras. "Rockn'roll é atitude, bater de frente com o sistema", define. 

Roots vive com a mulher e o filho, sem pais para reclamar do barulho.  Os recursos são poucos e a criatividade enorme. Para gravar um CD demo, o músico captou o som do baixo no banheiro, a melhor acústica da casa. As palhetas do violão vieram de tampas de caixa de margarina. E o berimbau que usa nas apresentações é uma engenhoca que acopla garrafas de cerveja e arame de pneu de bicicleta a um tubo de metal. 

Em um quarto transformado em estúdio na casa do guitarrista Gabriel Formaglio, a Coxinha Gordurosa toca clássicos da MPB e até pontos de jongo em ritmo de rock. A vocalista Gabriela Cândido treinou a voz imponente cantando em igrejas e bares. Como as bandas colegas, a Coxinha começou como uma "singela brincadeira". Hoje, apresenta shows-palestras em escolas públicas sobre o sambista campista Wilson Batista.  


Serviço

Endereço: Campos - RJ
Telefone: (22) 99840-2192 (Pedro, da Red Jack) / 99747-5378 - 99772-3409 (Felipe Roots, da Evolução da Espécie) / 99930-6234 (Gabriela, da Coxinha Gordurosa)
Site: https://www.facebook.com/pages/Red-Jack/191040960943528?sk=info/ e https://www.facebook.com/coxinha.gordurosa.5?fref=ts

Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro Petrobras

Apple Store Google Play

Coordenação, Produção e Conteúdo    Diadorim ideias & comunicações